São Bernardo do Campo, SP
(11) 2381-4363

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCÊNDIO

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCÊNDIO

Os Treinamentos de Brigada de Incêndio da VISUAL ENGENHARIA são realizados In loco e conforme a INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 17/2014 do Corpo de Bombeiros do estado de São Paulo.

Conteúdo programático

Módulo Assunto Objetivos parte teórica

Objetivos parte prática

01 Introdução Objetivos do curso e o brigadista

 

Conhecer os objetivos gerais do curso e comportamento do brigadista

 

02 Aspectos Legais

 

Responsabilidade do brigadista

 

Conhecer os aspectos legais relacionados a responsabilidade do brigadista

 

03 Teoria do fogo Combustão, seus elementos e a reação em cadeia

 

Conhecer a combustão, seus elementos, funções, temperaturas do fogo (por exemplo: ponto de fulgor, ignição e combustão) e a reação em cadeia
04 Propagação do fogo Condução, convecção e irradiação Conhecer as formas de propagação do fogo
05 Classes de incêndio Classificação e características Identificar as classes de incêndio Reconhecer as classes de incêndio
06 Prevenção de

incêndio

Técnicas de prevenção Conhecer as técnicas de prevenção para avaliação dos riscos em potencial
07 Métodos de

extinção

Isolamento, abafamento, resfriamento e extinção química Conhecer os métodos e suas aplicações Aplicar os métodos
08 Agentes extintores Água, Pós, CO2, espumas e outros Conhecer os agentes, suas características e aplicações Aplicar os agentes
09 EPI (equipamentos de proteção individual) EPI Conhecer os EPI necessários para proteção da cabeça, dos olhos, do tronco, dos membros superiores e inferiores e do corpo todo Utilizar os EPI corretamente
10 Equipamentos de combate a incêndio Extintores e acessórios Conhecer os equipamentos suas aplicações, manuseio e inspeções Operar os equipamentos
11 Equipamentos de combate a incêndio Hidrantes, mangueiras e acessórios Conhecer os equipamentos suas aplicações, manuseio e inspeções Operar os equipamentos
12 Equipamentos de detecção, alarme, luz de emergência e comunicações Tipos e funcionamento Conhecer os meios mais comuns de sistemas e manuseio Identificar as formas de acionamento e desativação dos equipamentos
13 Abandono de área Conceitos Conhecer as técnicas de abandono de área, saída organizada, pontos de encontro e chamada e controle de pânico
14 Pessoas com mobilidade reduzida Conceitos Descrever as técnicas de abordagem, cuidados e condução de acordo com o plano de emergência da planta
15 Avaliação inicial Avaliação do cenário, mecanismo de lesão e número de vítimas Conhecer os riscos iminentes, os mecanismos de lesão, número de vítimas e o exame físico destas Avaliar e reconhecer os riscos iminentes, os mecanismos de lesão, o número de vítimas e o exame físico destas
16 Vias aéreas Causas de obstrução e liberação Conhecer os sinais e sintomas de obstruções em adultos, crianças e bebês conscientes e inconscientes Descrever os sinais e sintomas de obstruções em adultos, crianças e bebês conscientes e inconscientes e promover a desobstrução
17 RCP (reanimação cardiopulmonar) Ventilação artificial e compressão cardíaca externa Conhecer as técnicas de RCP para adultos, crianças e bebês Praticar as técnicas de RCP
18 Hemorragias Classificação e tratamento Descrever as técnicas de hemostasia Aplicar as técnicas de contenção de hemorragias
19 Riscos específicos da planta Conhecimento Discutir os riscos específicos e o plano de emergência contra incêndio da planta
20 Psicologia em emergências Conceitos Conhecer a reação das pessoas em situações de emergência
21 Sistema de controle de incidentes Conceitos e procedimentos Conhecer os conceitos e procedimentos relacionados ao sistema de controle de incidentes
22 Emergências químicas e tecnológicas Conceitos e procedimentos

 

Conhecer as normas e procedimentos relacionados às emergências químicas e tecnológicas Aplicar as técnicas para emergências químicas e tecnológicas

 

Módulo e carga horária mínima por nível do treinamento

Nível do treinamento Módulo Carga horária mínima (horas)
Básico Parte teórica de combate a incêndio: 01 a 14

 

Parte prática de combate a incêndio: 5, 7, 8, 9,10, 11 e 12

 

Parte teórica e prática de primeiros socorros: 15, 16, 17 e 18 (somente grandes hemorragias)

Teórica de combate a incêndio: 1

Prática de combate a incêndio: 2

Teórica e prática de primeiros socorros: 1

OBS: A aplicação da teoria e da prática de primeiros

socorros para os brigadistas é isenta para a divisão A-2

(edifícios de apartamentos), entretanto, pode ser aplicada

como complemento.

Intermediário Parte teórica de combate a incêndio: 01 a 14,19 e 20.

Parte teórica de primeiros socorros: 15, 16, 17 e 18 (somente grandes hemorragias).

Parte prática de combate a incêndio: 5, 7, 8, 9,10, 11 e 12.

Parte prática de primeiros socorros: 15, 16, 17 e 18 (somente grandes hemorragias).

Teórica de combate a incêndio: 2

 

Prática de combate a incêndio: 3

 

Teórica e prática de primeiros

socorros: 3

Avançado Parte teórica de combate a incêndio: 01 a 14,19, 20 e 21.

Parte teórica de primeiros socorros: 15, 16, 17 e 18.

Parte prática de combate a incêndio: 5, 7, 8, 9, 10, 11 e 12.

Parte prática de primeiros socorros: 15, 16, 17 e 18.

Teórica de combate a incêncio: 6

 

Prática de combate a incêndio: 8

 

Teórica de primeiros socorros: 4

 

Prática de primeiros socorros: 6

NOTAS:

1. Os módulos podem ser realizados separadamente desde que não haja prejuízo na continuidade do aprendizado e da sequência lógica do conteúdo programático.

2. O responsável pelo treinamento da brigada deve adequar os conteúdos dos módulos à carga horária aplicável para cada nível de treinamento.

 3. Os módulos para treinamento de brigada de incêndio, previstos na Tabela B.3, são recomendativos e podem ser aplicados aos brigadistas como complemento da parte de combate a incêndio e da parte de primeiros socorros.

 

Para o Treinamento da Brigada de Incêndio é realizado uma analise conforme as características de uso e da edificação e ainda é considerado  as NR 23 – Proteção Contra Incêndios e NBR 14276/2006. Após estas analises verifica-se o nível de treinamento a aplicar.

A Brigada de Incêndio é composta por um grupo de pessoas, que serão treinados e capacitados para atuar em situações de emergência, de combate ao incêndio e evacuação, por exemplo, bem como se aperfeiçoar e cuidar da parte preventiva.

Essas pessoas devem ser escolhidas de maneira maneira voluntária, para compor o quadro da Brigada de Incêndio de cada local. Isso é necessário porque as pessoas voluntárias serão aquelas que terão um interesse nato para atuar em tais situações. Geralmente uma Brigada é composta por pessoas que são proativas e que costumam tomar iniciativa para situações de incomuns.

Funções da Brigada de Incêndio:

As obrigações da brigada se dividem em dois tipos de ação, prevencionista e de combate a incêndio:

  • Ação prevencionista da Brigada de Incêndio:
  • Todos da brigada devem ter ciência de suas funções na brigada
  • Conhecer o local de trabalho nos mínimos detalhes, analisando a planta da empresa, seus setores e instalações
  • Dominar e entender totalmente o funcionamento do plano de emergência de evacuação, em caso de incêndio
  • Saber orientar os demais trabalhadores, em casos de risco e de incêndio
  • Participar de todas as reuniões, exercícios e capacitações do grupo de Brigada de Incêndio
  • Procurar, identificar e valiar os riscos de incêndios
  • Os resultados da avaliação de risco devem ser colocados em um relatório, incluindo os problemas e recomendações, que deverão ser entregues ao setor responsável da empresa
  • Sempre inspecionar extintores, hidrantes, portas, luzes e o que mais fizer parte do sistema de segurança e combate ao incêndio
  • Ação de combate e emergência da Brigada de Incêndio
  • Ajudar a organizar a evacuação de todos
  • Acalmar e orientar as pessoas
  • Sinalizar, indicar e ajudar os trabalhadores, baseado no que aprendeu e simulou em exercício com a Brigada
  • Investigar princípios de incêndio
  • Combater incêndio, exercendo sua função, previamente estabelecida em reunião com a Brigada de Incêndio
  • Fazer os primeiros socorros de pessoas que estejam necessitando de cuidados médicos
  • Entrar em contato com corpo de Bombeiros
  • Informar aos Bombeiros todos os detalhes do local de trabalho, rotas de fuga, ambientes com elevado risco de incêndio, indicar situações e locais com risco de explosão e detalhes técnicos do local que está pegando fogo